segunda-feira, 6 de junho de 2011

Dia 07: A razão de tudo

Eu já li o livro Uma Vida com propósito duas vezes. Essa é a terceira. Mas mesmo assim estou pasma diante das coisas que estou aprendendo. Parece a primeira leitura.

Hoje, entendi que todas as coisas, vivas e mortas, glorificam a Deus quando fazem o que foram criadas para fazer. Isso me lembrou um dia desses quando quase chorei ao ver umas arvores glorificando a Deus. Não, eu não estou doida. Se glorificamos a Deus quando fazemos o que Ele nos criou para fazermos, como uma árvore glorifica? Eu consigo pensar algumas maneiras, mas vou focar em uma: Uma árvore glorifica a Deus quando é agradavel aos olhos de quem a vê.

Depois de alguns dias usando óculos, com um grau a menos do que eu precisava, coloquei minhas lentes novas. E andando pelo Jardim São João, em Niterói, indo trabalhar, fiquei emocionada com a quantidade de verdes diferentes nas copas daquelas arvores que estavam no meu caminho. Naquele momento eu não sabia, mas agora sei que contemplei nada mais, nada menos que algumas árvores glorificando a Deus. Isso é bonito, não é?

Ok, mas se as árvores glorificam só em se mostrarem belas, como nós, seres humanos, podemos glorificar a Deus? Os homens glorificam a Deus quando comem direito, dormem o tempo necessário para seu descanso, cuidam de sua família, se casam, tem filhos, trabalham para seu sustento, se divertem, etc. "A glória de Deus é um ser humano em plenitude de vida" Rick Warren

Parece simples, mas muitas vezes, nos igualamos ao demônios e deixamos de glorificar a Deus. Assustador nos comparar aos demônios, né? Mas eles e nós somos os únicos seres do mundo que falhamos em demonstrar a glória de Deus. A gente faz isso por que somos meio burrinhos e cegos... Mas Deus, não satisfeito em nos ver abandonando o louvor de sua glória, mandou Jesus, para demonstrar a nós, com mais clareza, toda a plenitude da sua Glória. Jesus glorificou a Deus cumprindo seu propósito na terra: morrer na cruz por nossos pecados.

Olhar para os propósitos de Deus para nossa vida e segui-los não é uma tarefa fácil. Muitas vezes isso nos levará para os caminhos mais pedregosos. Até Jesus, antes da cruz, orou a respeito do sofrimento que o propósito estava trazendo, mas reiterou sua disponibilidade em aceitar o que fosse para o bem do Reino de Deus. "Agora meu coração está perturbado, e o que direi? Pai, salva-me desta hora? Não; eu vim exatamente para isto, para esta hora." João 12:27

Mas será que aguentamos viver para Deus? Mesmo passando pelos caminhos mais dificeis? Olha que interessante: Deus capacita aqueles que escolhem segui-lo! Ele é o cara!

A pergunta reflexiva de hoje é: Em que parte de minha rotina posso me tornar mais consciente da glória de Deus?

Um comentário:

Pr. Dario disse...

O sentido da vida está em descobrir que a glória de Deus é nosso destino.